O credo do Otimista

Hoje o artigo vai ser curto, apenas uma mensagem para o dia começar bem e você sempre se lembrar dessa mensagem.

Eu prometo:
Ser forte a ponto de nada conseguir perturbar a minha paz de espírito.
Falar sobre saúde, felicidade e prosperidade com cada pessoa que encontrar.
Fazer com que todos os meus amigos sintam que têm algo especial.
Olhar para o lado bom de todas as coisas e fazer o meu otimismo tornar-se realidade.
Sentir tanto entusiasmo com o sucesso dos outros quanto com o meu.
Esquecer os erros do passado e avançar em direção às grandes realizações  do futuro.
Exibir sempre uma expressão satisfeita e sorrir para cada criatura que eu encontrar.
Empenhar-me de tal maneira no meu aperfeiçoamento pessoal que não sobrará tempo para criticar os outros.
Ser digno demais para me preocupar, nobre demais para sentir raiva, forte demais para ter medo e feliz demais para me envolver em conflitos.
Pensar bem de mim mesmo e proclamar esse fato para o mundo, não por meio de palavras bombásticas e sim de grandes façanhas.
Viver convicto de que o mundo inteiro estará do meu lado enquanto eu permanecer fiel ao que há de melhor em mim mesmo.

Nota: "O Credo do Otimista" foi publicado pela primeira vez
em 1912 no livro Your Forces and How to Use Them, de Christian
D. Larson




Composição com vermelho, amarelo, azul e preto. Quadro de Piet Mondrian - 1921.

Comentários